Nascido em Lisboa, em Abril de 1963, João Feijó iniciou-se na difícil técnica da aguarela em 1975. Onze anos depois, envereda por outras técnicas e materiais de expressão artística como Óleo, Acrílico, Fotografia, Carvão, Arte Digital, Arte Utilitária, Escultura e personalização de objetos de uso diário.

Em 1984 torna-se artista exclusivo da Galeria Multiface em Lisboa passando desde então a dedicar-se inteiramente às Artes Plásticas.

Procurando expandir a sua técnica, em 1993 frequenta o Curso de Pintura, Fotografia e Escultura na A.R.C.O e o Curso de Desenho na S.N.B.A.

Grande parte do seu trabalho encontra-se em coleções particulares, públicas e estatais espalhadas por todo o mundo, em países como Portugal, Canadá, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Bélgica, Brasil, Estados Unidos da América, Japão, Macau, China, Tunísia, França, Austrália, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Moçambique e Angola.

Em 2010, na visita do Papa Bento XVI a Portugal, a sua obra UNOS entra para o espólio de Arte do Vaticano em Roma.

Ao longo dos anos, João Feijó recebeu inúmeras críticas de arte por parte dos membros da AICA, Associação Internacional de Críticos de Arte.

Por mais de 18 anos foi também curador, galerista e responsável por eventos culturais importantes a nível nacional e internacional.

Nascido em Lisboa, em Abril de 1963, João Feijó iniciou-se na difícil técnica da aguarela em 1975. Onze anos depois, envereda por outras técnicas e materiais de expressão artística como Óleo, Acrílico, Fotografia, Carvão, Arte Digital, Arte Utilitária, Escultura e personalização de objetos de uso diário.

Em 1984 torna-se artista exclusivo da Galeria Multiface em Lisboa passando desde então a dedicar-se inteiramente às Artes Plásticas.

Procurando expandir a sua técnica, em 1993 frequenta o Curso de Pintura, Fotografia e Escultura na A.R.C.O e o Curso de Desenho na S.N.B.A.

Grande parte do seu trabalho encontra-se em coleções particulares, públicas e estatais espalhadas por todo o mundo, em países como Portugal, Canadá, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Bélgica, Brasil, Estados Unidos da América, Japão, Macau, China, Tunísia, França, Austrália, Holanda, Emirados Árabes Unidos, Moçambique e Angola.

Em 2010, na visita do Papa Bento XVI a Portugal, a sua obra UNOS entra para o espólio de Arte do Vaticano em Roma.

Ao longo dos anos, João Feijó recebeu inúmeras críticas de arte por parte dos membros da AICA, Associação Internacional de Críticos de Arte.

Por mais de 18 anos foi também curador, galerista e responsável por eventos culturais importantes a nível nacional e internacional.